Desde que iniciei minha carreira acadêmica, tenho trabalhado com melanomas orais...

Mesmo após terminar meu doutorado, continuo colhendo frutos de uma parceria com grandes amigos e parceiros científicos.

Nesse artigo, contamos com a colaboração de colegas do Rio de Janeiro, Guatemala e México.



Provamos que a expressão de COX-2 é maior nos melanomas amelanóticos (sem melanina) do quê nos melanomas convencionais (com melanina). Sugerindo que, provavelmente a biologia desses tumores são diferentes.

Continuamos tentando trazer mais evidências científicas sobre essas lesões raras e pouco estudadas. Muito grato a todos coautores e colegas que contribuíram para a publicação desse artigo.

Ler mais...